Quem deseja conhecer o Rio Araguaia deve ir para Aruanã, divisa com os estados de Goiás e Mato Grosso.

O Rio Araguaia faz parte da Bacia Amazônica e está atraindo diversos turistas que buscam pesca, tradição indígena, bichos e uma linda natureza.

O turista pode escolher entre ficar na cidade ou nas “praias” em acampamentos que custam de R$ 40 a R$ 200.

Há também opções de chalés de palha no meio da floresta, que custa R$ 150 a diária para um casal.

Com certeza a principal atração do Araguaia é a pescaria amadora, são mais de 120 espécies de peixes. Existem passeios de barco que incluem aulas de pescaria para quem não possui prática. Para pescar no Araguaia é necessário tirar licença antes e os peixes pequenos devem ser devolvidos ao Rio.

Veja mais informações do Rio Araguaia nesta reportagem do Jornal Hoje:


Lembra do nosso post sobre pescaria no Pantanal? Pois é, se você se interessou e não sabe por onde começar, uma dica é passar na Sugoi Big Fish e ver os artigos de pesca que existem à venda por lá.

A Sugoi é uma loja especializada em pescaria, a maior do Brasil no setor. Além da loja online, ainda possui lojas físicas espalhadas por vários bairros de São Paulo e Campinas.

Fica a dica:

Site: http://www.sugoibigfish.com.br

Endereço das lojas: http://www.sugoibigfish.com.br/stores.aspx


Pescar dourados e outros peixes no Pantanal e adjacências é um dos esportes prediletos das pessoas que gostam de entrar em contato com a natureza e dispõe de algumas semanas para passar semanas isoladas do mundo. A prática é particularmente popular entre membros das classes A e B da Região Sul do Brasil e de São Paulo.

O principal destino para essa pescaria é o Rio Miranda, que corta o Noroeste do estado, sendo o portal do Pantanal. A principal cidade à margem deste rio é a cidade com o mesmo nome do rio, Miranda. A região tem boa infra-estrutura, pois ali pertinho também fica a importante cidade de Aquidauana que, cortada pelo Rio Aquidauana, afluente do Miranda, também oferece pontos de pesca.

Já para quem quer entrar em contato com a natureza mas ainda prefere os confortos de cidades maiores, mesmo que fora do Pantanal, o Rio Dourados, no sul do estado, é uma opção que tem se tornado bastante popular. O rio corta a importante cidade de Dourados, com cerca de 200 mil habitantes e infra-estrutura completa. A dica, para encontrar melhores áreas de pesca, porém, é sair de Dourados e partir de alguma outra cidade à margem do rio, como Deodápolis.

Outra opção, ainda fora do Pantanal, é pescar no Rio Ivinhema. Boas bases para quem não dispensa uma facilidade urbana são as cidades de Nova Andradina e Ivinhema.

Só para ressaltar, se você for novo na pescaria, é que destacamos as cidades em virtude de suas facilidades urbanas, como bancos, telefones, aluguel de barcos, guias, hotéis, etc. Isso para o período em que você for ficar no ambiente urbano. Só tenha em mente, antes de ir, que passar dias acampando no mato é praticamente obrigatório, principalmente se você se distanciar das cidades. Portanto, prepare-se para ficar isolado mesmo.

Vídeos

Se você ainda não pescou no Mato Grosso do Sul e quer ter uma idéia do que vai encontrar, selecionamos alguns vídeos para você:

Rio Dourados

Rio Miranda

Rio Ivinhema





CONTINUE NAVEGANDO: