Ultimamente, os noticiários não se cansam de informar sobre brasileiros que foram impedidos de entrar em alguns países, principalmente na Espanha.

Antes de fazer alguma viagem internacional, é bom se informar e tirar todas as dúvidas para não correr o risco de ficar retio em algum areoporto internacional. Mas qual é a diferença entre deportação, explulsão e extradição de um país.

A deportação ocorre quando um estrangeiro é pego no País em situação irregular, a Expulsão ocorre quando o estrangeiro realiza algum ato ilícito dentro do país e a Extradição é feita a pedido de um governo a outro para receber um cidadão foragido da polícia. O passageiro é barrado a autoridade de Imigração impede o passageiro de entrar naquele território.

Mas o que leva um país barrar uma pessoa ao entrar em seu território? Países que sofrem com imigrações ilegais costumam ser mais rigorosos com relação à documentação exigida para a entrada no país. Eles costumam ser rígidos nas entrevistas e, se o passageiro cair em alguma contradição, o oficial de imigração também poderá barrá-lo.

Para evitar situações constrangedoras em aeroportos é importante que você prove claramente os motivos da sua viagem. Leve todos os tipos de provas: vouchers de hotéis, bilhetes de trem e passagem de volta. É importante levar, no mínimo, € 60 por dia, cartão de crédito internacional e passaporte com validade de no mínimo 6 meses.

Caso fique hospedado na casa de alguém, leve uma carta-convite, feita pelo anfitrião da casa em um departamento da Polícia Federal.

Caso fique detido pela Imigração, peça auxílio imediatamente da representação consular do Brasil. Existe também o Núcleo de Assistência aos Brasileiros que poderá ser acionado através do telefone 55 (61) 3411-8002 ou pelo e-mail dac@mre.gov.br.

Os países que mais costumam barrar brasileiros é a Espanha, Estados Unidos, Inglaterra e Portugal.


Na atual conjuntura dos fatos, é melhor pensar várias vezes antes de decidir ir para a Espanha.

Nós, particularmente, não aconselhamos essa “aventura” para brasileiros, uma vez que já são inúmeros os casos dos que voltam ao Brasil depois de serem barrados nos aeroportos de lá.

E não é por falta de documentação não! É pura implicância da Polícia espanhola.

Agora resta saber: qual o motivo para isso?





CONTINUE NAVEGANDO: