Por causa da crise econômica, viagens e hospedagens no hemisfério norte estão mais baratas nestas férias de julho, que é verão por lá.

O valor das diárias dos hotéis caiu cerca de 35% em alguns países da Europa e a passagem aérea para os EUA está 20% mais barata, em comparação com o mesmo período no ano passado.

Pacotes de viagem tiveram redução de 18 a 26% em algumas cidades européias e americanas.

Cruzeiros marítimos também apresentam queda, viagens na europa estão cerca de 28% mais baratas, no alasca 24% e cruzeiros no caribe apresentama uma redução de 15%.

Ótima oportunidade para quem deseja curtir as férias de julho fora do Brasil.


Uma alternativa econômica e que costuma atrar muitos turistas são os pacotes de viagem.

Agências de viagem e operadoras oferecem roteiros diversos, nacionais e internacionais, transportes, translados (transporte entre aeroportos e hotéis), hospedagem, alimentação e passeios com guias turísticos. Tudo isso pode apresentar uma melhor relação custo/benefício do que programar sozinho a viagem com todos os detalhes.

Pacotes que incluem estes serviços podem reduzir em 40% o custo de sua viagem e a diferença pode ser ainda maior se o avião for fretado. 

Uma forma de economizar é fazer pacotes turísticos em períodos de baixa temporada. Os valores tendem a ser até 70 % mais baratos na baixa ocupação.

Clique aqui e confira as datas de baixa ocupação do seu destino e faça o seu pacote.


Uma pesquisa recente revela que os preços das diárias dos hotéis diminuiram em cidades do Mundo todo. O índice é mais baixo em quatro anos, uma queda média de 12% no último trimestre.

Devido à crise econômica, os hotéis tiveram que reduzir as suas tarifas para manter a taxa de ocupação hoteleira.

A queda nos preços atingiu principalmente hotéis na América do Norte, Europa, Caribe e América Latina, conforme pesquisa feita pelo Hotels.com, site de reservas on-line.


Com a crise financeira e o dólar em alta, agências de viagem estão fazendo promoções para turistas que comprarem o seu pacote com antecedência. A procura maior está sendo para turismo interno, as pessoas estão deixando um pouco de lado as viagens internacionais e curtindo o que tem de bonito no Brasil.

As viagens em baixa temporada tendem a ser muito mais baratas. Em algumas agências as passagens aéreas podem sair pela metade do preço para quem viajar até junho.


Rio de Janeiro: A capital carioca possui diversas aterações e um circuito cultural e turístico bom e barato. A bela paisagem desta cidade maravilhosa pode ser contemplada nas suas praias e calçadões. É possível realizar um passeio turístico pelos bairros, parques, famosas praias, museus e fazer compras em suas tradicionais feiras e ruas comerciais, onde é possível encontrar presentinhos baratos para toda a família.

São Paulo: Passei pela capital paulista sem gastar muito. A maior cidade da América Latina possui um grande circuito cultural que pode ser conhecido gratuitamente. São museus, teatros, igrejas e monumentos ao ar livre. Além disso, durante o ano são realizadas várias festas tradicionais. Destaque para o centro, onde fica a maior parte histórica da cidade, no Bairro da Liberdade pode-se ver a maior colônia japonesa fora do Japão, com direito a casas e comidas típicas. À noite você pode curtir os bares da Vila Madalena e Pinheiros. As compras podem ser feitas na Avenida Paulista ou na 25 de março.

Florianópolis: você não precisa ter muito dinheiro para se divertir na capital catarinense. A Ilha da Magia oferece beleza natural, entretenimento, diversão e muita cultura. No litoral são mais de 100 belíssimas praias para todos os gostos. As compras podem ser feitas nas feiras de artesanato espalhadas pela ilha. A cidade ainda conta com belíssimas trilhas na Mata Atlântica, são fáceis de percorrer e a paisagem é surpreendente. No Forte de Santana possui um Museu com entrada gratuita, ótimo para conhecer um pouco da história da região.


Quem disse que a crise financeira atingiu o Brasil?

Os hotéis estão lotados para o Reveillon e pós-Reveillon e, ao contrário do que se pensava, a crise econômica acabou fortalecendo o turismo no Brasil.

Em São Luis, por exemplo, os hotéis estão totalmente tomados.





CONTINUE NAVEGANDO: