Apesar de não ser capital da Nova Zelândia, a cidade de Auckland é uma das mais importantes do país, e um dos destinos mais procurados pelos turistas. O segredo da fama da cidade talvez esteja em sua diversidade de opções de esportes radicais, como o bungee jump.

Auckland é um prato cheio para os aventureiros, vários pontos da cidade servem de queda livre, como o Sky Tower, onde os mais destemidos saltam a 192 metros de altura.

A cidade também possui o maior número de barcos por pessoa do mundo, conhecida como “Cidade da Vela”, Auckland sedia a tradicional regata mundial America’a Cup.

Por Rosana Radke


Sydney é o lugar preferido de quem visita a Austrália, não é à toa, já que a cidade é linda e tem um pouco da cultura de várias regiões do mundo como Brasil, Estados Unidos e Europa.

As pessoas que vivem em Sydney são super hospitaleiras, a comida é boa, a estrutura hoteleira é ótima e as opções de lazer são várias.

Nas 40 praias, é possível aproveitar o sol, curtir esportes aquáticos, curtir a natureza, os pontos de encontro dos turistas, que são os diversos pubs, restaurantes e bares espalhados pela orla.

Vale à pena visitar o chamado Central Business District, área que abriga a maioria das lojas e empresas da cidade, com cara de cidade imponente porém sem muitos prédios altos e sem muita poluição. Vala à pena conhecer!

Por Susan Mélany


Devido às mudanças climáticas, políticas, guerras, ação do tempo e outras mudanças contantes no mundo, alguns lugares belíssimos para se conhecer estão em risco de desaparecer do mapa. O Guia Frommer´s publicou no fim do ano passado um livro que indica 500 lugares que devemos conhecer antes que eles desapareçam.

Confira abaixo os 10 lugares que merecem ser visitados antes que  deixem de existir:

Floresta Sherwood (Inglaterra): Famosa como abrigo do lendário Robin Hood, o ladrão que roubava dos ricos para dar aos pobres, esta floresta britânica jé foi considerada uma das mais importantes do país, mas, infelizmente, teve o seu tamanho reduzido com o passar dos séculos.

Pompéia (Itália): Esta cidade italiana foi destruída por uma erupção do Vulcão Vesúvio em 1979. Desde então a cidade vem sendo preservada em seu estado natural. Escavações copnseguiram descobrir como ela era na época, foram recuperadas casas, teatros, templos, etc.

Vale dos Reis (Luxor, Egito): Durante cinco séculos, neste local foram enterrados os faraós egípcios. São 62 tumbas, muito pucas ainda estão intactas. Pontos de escavação permitem descobrir sobre a antiguidade e a cultura do Egito.

Bali (Indonésia): Esta pequena ilha da Indonésia possui praias paradisíacas, florestas densas, vulcões ativos e uma rica cultura. é considerado um dos lugares mais atraentes do mundo, mas ataques terroristas estão afastando os turistas do local. 

Rio Mekong (Tailândia): Considerado um dos mais belos e longos  rios domundo, ele percorre mais de 4 mil quilômetros e cruza vários países como a China, Mianmar, Tailânsdia, Laos, Camboja e Vietnam.

Parque Nacional de Everglades (Estados Unidos): este parque fica situado numa região pantanosa do sul da Flórida e reúne um ecossistema sub-tropical muito rico e variado.

Reserva biosfera Michoacan Monarch (México): São santuários reservados para as borboletas monarca que percorrem uma migração de mais de 3.000 quilômetros, uma das maiores do mundo. Estas borboletas enfrentam riscos e correm riscos e podem desaparecer.

Ilhas galápagos (Equador): Esta ilha possui um ecossitema delicado, isolado e diferente. Várias leis protegem Galápagos, mas o crescimento da população local e o turismo estão aumentando o risco à vida marinha da região.

Linhas de Nazca (Peru): Linhas desenhadas no solo há mais de 2.500 anos é um dos maiores enigmas arqueológicos do mundo. São desenhos de animais, plantas, seres imaginários que, segundo a Unesco, tinham função em rituais astronômicos.

Monte Kilimanjaro (Tanzânia): Este ponto mais alto da áfrica (5.895 metros de altitude), é um massivo vulcânico isolado, protegido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Nesta área existem dezenas de animais que o correm risco de serem extintos.


Além do Leonardo DiCaprio, a beleza do filme “A Praia” está na sua paisagem. Que praia é aquela?

O mar é incrivelmente azul, praias belíssimas com um visual deslumbrante!

Pois é, o filme foi filmado no Parque Nacional Marinho Ang Thong, um arquipélago formado por 42 ilhas, situado na costa sudeste da Tailândia. Todo o arquipélago é envolvido numa atmosfera mística e sua beleza natural é totalmente preservada.

O melhor mês para conhecer o parque é em fevereiro, pois nesta época o clima é quente e o mar é mais calmo.

O local é uma excelente opção para quem gosta de acampar, muitos mochileiros se reúnem por lá. Outra atividade imperdível é o mergulho com snorker em suas águas claras e tranquilas. A fauna marinha local é muito rica e variada, seus imensos corais são fascinantes.

Dicas de onde se hospedar:

Laem Set Inn – www.laemset.com

Chaba Cabana Beach Resort – www.chabanet.com

Tongsai Bay – www.tongsaibay.co.th


Se você pensa em praticar mergulho, tomar banho de mar e ficar isolado da civilização por um tempo, só curtindo a vida, um excelente lugar são as Ilhas Fiji, um arquipélago de beleza estonteante, com o número mágico de 333 ilhas banhadas por praias maravilhosas de águas cristalinas e populadas por uma densa floresta tropical.

As Ilhas Fiji são um destino famoso, atraindo milhares de europeus e americanos todos os anos. A principal atividade econômica da ilha é o turismo e, por isso, você vai encontrar instalações hoteleiras de nível mundial.


Algumas fotos do Arquipélago das Maldivas, um lugar composto por 1.190 ilhas no meio do Pacífico, cujo pico culminante (?) não passa de 2 metros. Lugar perfeito para quem quiser ir a um lugar isolado e tranqüilo e/ou praticar mergulho.





CONTINUE NAVEGANDO: