Dicas de turismo em Florianópolis SC – Pântano do Sul



  

Quem deseja mergulhar no futuro sem esquecer as ondas do passado, necessita conhecer Florianópolis e visitar o Pântano do Sul, Balneário situado ao sul do centro cosmopolita de Florianópolis; é um Vilarejo com gosto de casa de vó.

Guarda a tradição açoriana das famílias que se instalaram a mais de dois séculos naquele lugar. Local agradável que logo de cara recepciona os turistas com a Igrejinha no centro da ruazinha principal com os sinos convidando para a missa de domingo. E não é incomum encontrá-la toda enfeitada com fitinhas ou bandeirolas, marcando cada época do ano; a Festa do Divino, a Festa de São João e São Pedro, o Natal, a Páscoa, o Carnaval das famílias e dos amigos do Pântano e o Boi-de-Mamão.

Entrar na atmosfera do Pântano – como é chamado pelos habitantes locais – não é só curtir o balneário de águas mansas ao lado norte da praia ou águas bravias ao sul (Praia dos Açores) ou dos 3 km de extensão de faixa contínua de areia…também não é apenas fazer a experiência de entrar na água num dia de mar gelado, contrastando com o céu azul ensolarado. Entrar na atmosfera do Pântano é querer ficar e se perder pelas vielas que passam tão rente às casas de onde se sente o cheiro de bolo e de café e o peixe frito com recheio de conversas de amigos.





É querer plantar os pés ali e não desejar nada mais que a paz daquele lugar; flagrar-se pensando em abandonar a vida agitada (o que muitos intelectuais que ali moram fizeram) e morar numa daquelas casas que margeiam o morro para todo entardecer; ver o sol pintar o mar de laranja…da janela do quarto espiar a lua nascendo enquanto alguns últimos raios do sol se pondo por detrás do Costão dos Mariscos teimam em ficar na praia…olhar para um daqueles barcos e se contentar com um peixe, um pedaço de pão e um pirão…ouvir as histórias dos pescadores e desejar ficar para ver a chegada das tainhas no inverno e saboreá-las assadas em brasa, na praia, recém que são capturadas do mar, mantendo a tradição para dar sorte e promover a fartura da safra…

É isso que ali se respira, simplicidade, afetuosidade, mansidão. Entrar na atmosfera do Pântano é querer voltar a abraçar a família…dançar como as crianças…andar com pés descalços na areia…e com um misto de ingenuidade e esperteza, espiar com o rabo do olho a beleza do filho ou da filha do vizinho que já vão grande…é ter tudo e bem saber viver com muito pouco.

Por Márcia Machinski



1 comentário em “Dicas de turismo em Florianópolis SC – Pântano do Sul

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *